Sábado, 25 de Junho de 2022
17°

Céu encoberto

São Paulo - SP

Senado Federal Senado Federal

CAE debate dependência de fertilizantes pelo Brasil

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) promove na terça-feira (24), às 11h, audiência pública interativa para debater os impactos econômicos da de...

20/05/2022 às 17h36
Por: Penha News Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
Getty Images/iStockphoto
Getty Images/iStockphoto

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) promove na terça-feira (24), às 11h, audiência pública interativa para debater os impactos econômicos da dependência do Brasil da importação de fertilizantes e possíveis soluções.

Proponente do debate, o senador Jaques Wagner (PT-BA) alega que, nas circunstâncias atuais, a compra de fertilizantes ao exterior, especialmente da Rússia, terá forte impacto sobre a economia brasileira, em especial sobre a agricultura, podendo afetar a soberania e a segurança alimentar do Brasil.

“O conflito armado entre Rússia e Ucrânia evidenciou nossa dependência da importação de fertilizantes. Segundo dados da Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), o Brasil é o quarto maior consumidor de fertilizantes, atrás da China, da Índia e dos Estados Unidos, mas é o maior importador mundial desses insumos. O Brasil é o quarto maior produtor de grãos e o segundo maior exportador do mundo. Tal produção requer larga utilização de fertilizantes. No entanto, hoje, 85% desses produtos são importados, tendo sido a Rússia, em 2021, responsável pela maior parcela de importações, 23%, seguido pela China, com 14%, e Belarus, com 3,4%”, ressalta Jaques Wagner no requerimento (REQ 7/2022).

Para o debate, foram convidados representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, do Ministério da Economia, do Ministério das Relações Exteriores, do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep), da Federação Única dos Petroleiros (FUP), do Sindicato da Indústria do Açúcar e Álcool, da Associação Brasileira dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja BR), da Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal (Abisolo), da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), da Petrobras, da Associação Nacional para Difusão de Adubos, da petroquímica Unigel e do setor de óleo e gás.

A participação de todos os convidados ainda aguarda confirmação.

O debate está marcado para ocorrer na sala 3 da ala Alexandre Costa.